Como deixar o cigarro

Se você é daquelas pessoas que vive se perguntando como deixar o cigarro de uma maneira simples, veja neste artigo as dicas que lhe oferecemos e que lhe ajudarão a parar de fumar definitivamente.

Veja a seguir como deixar o cigarro

– Respire fundo para relaxar. A respiração profunda vai ajudá-lo a combater o desejo intenso por cigarros;

– Seja positivo, assertivo (firme) e pense construtivamente;

– Faça deste um momento único, ou seja, desconsidere totalmente a possibilidade de voltar a fumar;

Como deixar o cigarro– Beba muita água: aproximadamente 8 copos por dia (auxilia na desintoxicação do organismo);

– Repense sua rotina e busque atividades diferentes para quebrar as associações entre comportamentos do seu dia-a-dia e o hábito de fumar;

– Evite lugares com muitos fumantes até se sentir fortalecido para lidar com a situação de ter abandonado o cigarro;

– Proteja-se das recaídas evitando, por exemplo, o consumo de café e bebidas alcoólicas;

– Substitua o café por chás desintoxicantes e antioxidantes;

Fique de olho na alimentação! É normal um aumento de peso após abandonar o cigarro, principalmente devido à melhora do paladar e ao melhor funcionamento do metabolismo. Procure, porém, não comer mais que o de costume e mantenha uma dieta equilibrada;

(Continua logo abaixo…)

Veja Mais Destaques:
O que é bom para dor nos rins
Se você acha que pode estar com problemas nos rins, descobrir quais são os sinais mais comuns das doenças renais ...
Leia Mais

O que é bom para dor nos rins

Remédios para sinusite
Hoje compartilhamos com você alguns bons remédios para sinusite, uma inflamação produzida nos seios paranasais, cavidades localizadas entre os ossos ...
Leia Mais

Remédios para sinusite

Os benefícios do bicarbonato de sódio para a saúde
Tomar bicarbonato de sódio pode melhorar a saúde geral do corpo, mantendo o pH em níveis adequados. Consumido em porções ...
Leia Mais

Os benefícios do bicarbonato de sódio para a saúde

 

– Não se esqueça: o desconforto causado pelo abandono do cigarro geralmente não ultrapassa o período de duas semanas. Portanto, seja persistente!

– Procure entender que fumar não vai resolver seus problemas e que momentos difíceis sempre vão existir!

Pratique exercícios de relaxamento muscular (esticar braços e pernas até relaxar os músculos) e relaxamento mental (quando sentir vontade de fumar, procure desviar o pensamento para situações boas que tenha vivido e lembre-se de uma música de que goste);

– Cuidado! Não se iluda achando que fumar apenas um cigarro, “para relembrar os velhos tempos”, é uma boa alternativa para acalmar seu desejo de fumar. Mesmo uma só tragada pode levá-lo à recaída!

– Recompense sempre seu esforço. Afinal, se você está tentando abandonar o cigarro, já pode ser considerado um vencedor!

– Saiba que a recaída não é um fracasso. Comece tudo novamente e procure ficar mais atento ao que fez você voltar a fumar;

– Dê a si mesmo quantas chances forem necessárias até conseguir largar definitivamente o cigarro!

– Ao largar o cigarro, você experimentará os seguintes benefícios: aumento de sua energia física, desaparecimento de tosse e bronquite crônica, diminuição dos riscos de doenças cardíacas, enfisema e vários tipos de câncer. Finalmente, você poupará o dinheiro que gastava com cigarros e suas economias aumentarão significativamente;

– Peça apoio sempre que achar necessário e torne-se um ex-fumante de sucesso!

Confira agora os benefícios de parar de fumar

Tempo de abstinência para atingir o mesmo risco de adoecimento do não-fumante:

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL: risco se iguala ao do não fumante após 5 anos.

VEJA TAMBÉM:  O que é artrite reumatoide

DOENÇA CORONARIANA: risco se reduz à metade em 1 ano e iguala ao do não fumante após 10 anos.

DPOC: nos jovens, assintomáticos, as alterações de vias aéreas podem ser reversíveis após pararem de fumar; nos que tem 15 a 20 anos de tabagismo, sintomáticos, após a parada há a diminuição dos sintomas respiratórios, porém persistem as alterações pulmonares, principalmente o enfisema.

CÂNCER DE CAVIDADE ORAL: risco se reduz à metade de 3 a 5 anos e iguala ao não fumante após 15 anos.

CÂNCER DE LARINGE: risco reduz após 3 ou 4 anos.

CÂNCER DE ESÔFAGO: risco diminui rapidamente e iguala ao do não fumante em 15 anos.

CÂNCER DE PÂNCREAS: risco se iguala ao do não fumante após 15 anos.

CÂNCER DE PULMÃO: risco se iguala ao do não fumante após 20 anos.

CÂNCER DE COLO DO ÚTERO: risco se iguala ao da não fumante imediatamente após parar de fumar.

ÚLCERA PÉPTICA: risco se iguala ao do não fumante em alguns anos.

BAIXO PESO AO NASCER: risco se iguala ao da não fumante após parar de fumar antes da gravidez ou no primeiro trimestre.

Esperamos que tenha gostado das nossas dicas sobre como deixar o cigarro e, sobretudo, que as coloque em prática!

Salvar

Gostou deste artigo? Ajude-nos a divulgá-lo:
Loading...
6 Comentários

Deixe aqui a sua pergunta ou comentário:

Informação básica sobre proteção de dados
Responsável pelos dados: Carlos Correia | Finalidade: Gerenciamento e moderação de comentários | Legitimação: Seu consentimento expresso | Destinatários: Os dados que você proporciona ficarão hospedados nos servidores da empresa Banahosting | Direitos: Você tem o direito de acesso, retificação, limitação e supressão dos seus dados. | Veja a informação detalhada sobre a proteção de dados na nossa política de privacidade.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *